#DIGITALJPG PARTE 1

Jpg entrevista diretoras do Col. Cecília Meireles

#DIGITALJPG
1ª Parte:
7 PERGUNTAS PARA:
Marta Godoy e Dna. Yara

FIXA
CARGO: Diretoras/ Dept. Financeiro
COLÉGIO: Centro Ed. Poetisa Cecília Meireles
ANO: 2014

•Gentilmente as respectivas diretoras cederam um tempo de sua agenda para responder a sete perguntas sobre a área em que atuam.

1→ Como é a tarefa de ser diretora e educadora na sociedade atual e o que é preciso mudar para que ela seje melhor?
R: Um desafio (sorrisos). Nos sentimos como remadores remando contra a maré.
Nos atualizamos constantemente e procuramos sempre balancear na gestão de pessoas e alunos.
A sociedade atual precisa mudar suas formas de pensamento e os valores éticos devem ser valorizados.

2→ TEM SONHOS A SEREM REALIZADOS? QUAIS SÃO?
R: Sim (ambas). Ser importante para meus netos, bisnetos (Dna Marta).
Ser útil e deixar bons exemplos (Dna Yara).
3→ Quais são os maiores desafios na educação brasileira nas escolas públicas?
R: Encontrar um ponto de equilíbrio na educação, melhorar a vida na sociedade apartir das parcerias entre a família e a escola. Os alunos das escolas públicas não valorizam os materiais escolares vindos do governo e a sociedade não sacrifica mais pelos estudos. (dna Yara)

4→ O que é preciso ser feito para despertar o interesse dos alunos para os estudos?
R: Criar modelos (bons exemplos), dedicação. A mídia em geral tem levado modelos de vida ruins e influenciados nossos jovens aos maus exemplos.
É preciso fortalecer os valores familiáres.

5→ Como a escola faz para tratar em classe temas polêmicos como as drogas etc.?
R: Todos os conteudos programáticos para cada matéria teem abordado temas polêmicos como religião em filosofia, drogas em biologia, português etc.
O dialogo é a base de tudo. (dna. Marta)
6→ PARCERIA ESCOLA/PAIS. Os Pais ajudam na educação escolar de seus filhos?
R: Sim. Embora exista aqueles que pecam ao achar que as regras da escola são só para alguns alunos.
Alguns pais tem tido certa dose de dó, (superproteção) para com seus filhos mas em geral teem ajudado e muito a escola. (dna Marta)

7→ DEIXE ALGUMAS DICAS PARA OS FUTUROS PROFISSIONAIS:
R: Dedicação, dar importância aos estudos. (dna Yara)
Esforçar e ter um ideal “Se não entrar numa faculdade por ser muito inteligente, estude muito e entre por esforço”. (dna Marta)

Essa matéria tem por finalidade divulgar e valorizar o trabalho das diversas personalidades e desmitificar preconceitos vistos na sociedade atual.
Fomos bem recepcionados por todos do colégio Cecília Meireles e desde já agradecemos a todos daquela escola.

Edição e textos de: Davi Silva
Entrevista e revisão: Pedro Paulo Marques

Anúncios

PROJETO CAEMAS: UM EXEMPLO DE AMOR E ATENÇÃO ÀS FAMÍLIAS DE PITANGUEIRAS

•UM PROJETO SÉRIO E COMPROMETIDO COM AS FAMÍLIAS DE PITANGUEIRAS•

Esse é o Projeto CAEMAS situado no bairro Jardim Bela Vista que atende crianças e adolescentes em situação de risco.
Na tarde deste dia 04/02 visitamos o Caemas onde a responsável pelo projeto Carolina, nos recebeu com muita atenção. Fizemos algumas perguntas a fim de conhecer as atividades e serviços que este proporciona às famílias da cidade.
O projeto visa acompanhamento psicológico, social e cidadania garantindo melhora no convivio familíar atingindo cerca de 80 crianças de 6 a 15 anos.
O Caemas proporciona cultura, cidadania, acompanhamento famíliar, artezanato e esporte aliando-se a ótimos profissionais desde os professores à coordenação.
Carolina é jovem mas arregaça as mangas para proporcionar mudanças às famílias beneficiada pelo projeto social.
Projeto altamente recomendado, merece prestígio e reconhecimento.
Desde já deixo aqui um apelo aos nossos governantes para olharem com mais atenção para o Caemas assim como outros projetos da cidade mas o projeto tem sobrevivido em meio a dificudades de verbas públicas e aqui fica o apelo também aos empresários da região para que conheça o Caemas, as crianças, adolescentes atendidos e aos envolvidos como esse belissímo trabalho.
Agredecemos á responsável pelo projeto, Carolina por ter aberto as portas para compartilhar as várias vidas mudadas ali e por ter compartilhado também o impácto benéfico deste trabalho em sua vida pessoal.
“Eu aprendi com estas crianças que nós não somos nada e que quando ajudamos os necessitados vemos que o mais importante é a vida não os bens materiais que temos.”
(Carolina)


2° PARTE٠٠APAE (Asossiação dos Pais e Alunos Excepcionais)

•O TRABALHO:
“União, Amor d Solidariedade”. A Apae atende cerca de 110 alunos entre crianças, adolescentes e adultos com deficiência severa (Sindrome de Down, Altismo, etc.).

Conhecer pessoalmente o trabalho da equipe liderada pela Dna. Neli com essas maravilhosas pessoas que apesar de suas deficiências são tão normais quanto qualquer um ou seja, assim como nós necessitam de carinho, paciência e amor adjetivos praticados pela equipe de funcionários e profissionais da Apae.
Hoje pela manhã a equipe do JPG visitou as instalações e se maravilhou com o trabalho que viu, realmente uma lição de vida que pode eliminar sentimentos mesquinhos e egoistas que infelizmente a sociedade atual insiste em manter.
“SÃO SERES HUMANOS NORMAIS COM HABILIDADES DE DESTRUIR O EGOISMO DA SOCIEDADE.”

•PONTO FORTE:
Parte técnica muito bem aplicada, união dos profissionais.
Conhecermos as instalações que dentre muitas conta com sala de informática adaptada, binquedroteca, sala de fisioterapia e sala de dança.

•ATIVIDADES:
A Apae ensina aos seus alunos, serviços domésticos, participa de eventos tais como: bazares, exposições de arte, festivais, feiras escolares, tudo voltado à inclusão destes alunos.
Altamente recomendado conhecer a Apae de Pitangueiras. Ela está de braços abertos aos corações sensíveis.
Desde já agradecemos a sra. Neli, os funcionários e os alunos por nos receberem com tão receptiva atenção.

٠APAE PITANGUEIRAS
R: GUAPORÉ N:1000
JARDIM HABITACIONAL PADRE PLAC
FONE: (016)39522533٠

Jpg®

Por: Davi Silva